Cancioneiros Literários

Carregando o caminhão de mundanças!

14 de maio de 2009

Por motivos de organização e facilidades, os Cancioneiros estão trocando de endereço seu blog. O novo blog se encontra no seguinte endereço:

http://toquedecancioneiro.blogspot.com

Apesar da mudança, essa página ficará online durante algum tempo, para tornar a troca menos brusca. Sinceramente, espero que curtam a nova página, porque essa mudança é principalmente pra vocês!

Abraços

Thiago Lacerda

Estréia!

10 de maio de 2009

Depois de ter quase 20 membros e ser reduzido a menos de 10 integrantes, os Cancioneiros surgem com uma nova estréia, um novo sopro de movimento no grupo, um novo integrante… Fernando Costa, o Nando, chega com tudo no grupo, tendo seu batismo de apresentações no colégio Dom Bosco no dia 12 de maio, nessa apresentação marcada e remarcada…

Integrando os Cancioneiros como Violonista e Tecladista, Nando promete… Agora, é só esperar pra ver um grupo com a produção sonora cada vez melhor!!!

Thiago Lacerda

Atlântida, agora em Porto…

Como previsto no post sobre o Planeta Atlântida 2009, os Cancioneiros estiveram também no Atlântida Festival, aqui em Porto Alegre. Apesar de começar as 18h, a música já rolava há horas quando os Cancioneiros Thiago e Karine chegaram na FIERGS, perto das 16h30min. Começando pelo hino do Rio Grande do Sul, com Neto Fagundes, seguido de Claus e Vanessa, a tarde se estendeu e anoiteceu sob o som de Strike, NX Zero, Capital Inicial, Charlie Brown Jr., Reação em Cadeia, Fresno e Armandinho, fechando o evento com chave de ouro, quase no inicio da manhã. Simplesmente perfeito!

E pra terminar o post, queria agradecer a todo o pessoal que tava lá conosco, e especialmente a Camila que esteve com a gente durante todo o show!! Vocês são fera!

Thiago Lacerda

Reduzidos a 2 (e 2 as vezes são 5)

23 de abril de 2009

Contrariando sempre as previsões, os Cancioneiros chegaram em 2009 antecipando sua primeira apresentação do ano, marcada anteriormente para o dia 27 de abril, no Colégio Dom Bosco. Calma, pessoal, a apresentação do dia 27 continua marcada, mas não é sobre isso que eu vim falar…

Hoje, 23 de abril, é dia Internacional do Livro e obviamente, o grupo não poderia ficar de fora dessa. Convidado pelo Dom Bosco para conversar com os alunos da 8ª série, Caio Riter marcou presença nesse importante dia. E, aproveitando a presença do Caio, a professora Ana Charão (agora professora também do Dom Bosco) convidou os Cancioneiros para “conversarem” com o autor, afinal, eles falariam sobre sua obra, “O Rapaz que não era de Liverpool” na semana seguinte.

Graças aos encontros e (vários) desencontros, somente dois integrantes do grupo puderam comparecer. Chegando ao local cerca de 20min antes da professora (pra variar um pouco), Thiago e Teixeira já esperavam algo bem sucinto: Apresentar a musica ao autor e conversar um pouco sobre a obra… Mas, seguindo o costume, veio o aviso de ultima hora na tão conhecida voz de Ana Charão: “Cancioneiros, vocês estão prontos para apresentar pra turma!?”. Rapidamente a dupla respondeu que não, pois o único ensaio da música entitulada “2 e 2 às vezes são 5” havia acontecido apenas algumas horas antes, na casa do Teixeira. Seguindo mais uma vez a “tradição cancioneira”, a professora disse que tudo bem, que eles conseguiriam, e assim, apresentou-os à turma, logo após a conversa entre Caio e os alunos.

Depois de falar um pouco sobre a origem do grupo, Teixeira é convidado (ou seria coagido?) a cantar por Ana, ao que Thiago se junta a ele com seu violão. Incrivelmente, a música saiu (quase) como deveria ser, e ainda mais surpreendente: Aparentemente, todos gostaram da versão… Mas o teste de verdade ainda está por vir… Dia 27 os Cancioneiros estarão de volta ao colégio, apresentando a versão ensaiada, remasterizada e completa!

Ah, e as fotos da apresentação estarão disponíveis em breve…

Thiago Lacerda

A epopéia Cancioneira

3 de abril de 2009

A capital gaúcha é e sempre foi motivo de orgulho e inspiração a todos os seus moradores, e como bons porto-alegrenses que somos, nós, Cancioneiros Literários, decidimos apresentar o logotipo do grupo ao lado de grandes pontos turísticos e marcos da cidade. Para tal feito, foram auto-designados os cancioneiros Thiago e Teixeira.
Com uma placa adesivada, duas câmeras, uma lista de objetivos e muita determinação, a dupla partiu da Av. Assis Brasil em direção a estátua da índia Obiricí, embarcando a seguir num ônibus em direção ao centro. Começando pelo Mercado Público, T & T seguiram retratando a placa ao lado da Prefeitura e do Chafariz que adorna seu fronte, Estátuas de Mário Quinta, Mário de Andrade e Barão do Rio Branco, na Praça da Alfândega e MARGS. Subindo a General Câmara, captaram imagens do Theatro São Pedro, Catedral Metropolitâna, Palácio Piratiní, Palácio Farroupilha, Estátuas da Praça da Matriz, e descendo à direita tirando fotos do Solar dos Câmara e mais a frente, da Casa de Cultura Mário Quintana. Por uma falha de memória, a dupla desordenada voltou à Praça da Matriz, dessa vez para fotografar a Biblioteca Pública. Seguindo a Borges de Medeiros, as fotos foram no Viaduto da Borges, Ponte de Pedra e Monumento aos Açorianos.
Depois de longa caminhada, os dois cancioneiros chegam ao Anfiteatro Pôr-do-Sol, e continuam seu árduo caminho até o Estádio Gigante da Beira-Rio, que foi fotografado junto ao Gigantinho e abaixo da bandeira do Sport Club Internacional.
A epopéia terminou em um lanche no Mr. Pretzel do Shopping Praia de Belas. E fica aqui a dica, Mr. Pretzel, vale experimentar!

Para conferir as fotos, entrem no álbum Porto Alegre & Cancioneiros do MySpace dos Cancioneiros:

http://cancioneiros.spaces.live.com/

Thiago Lacerda

Quem são os caras!? - Versão 2009

30 de março de 2009

O ano de 2008 se foi, e com ele, alguns Cancioneiros também. Não se preocupem, todos ainda estão vivos, mas cada um seguiu seu rumo e fez suas próprias escolhas. O antes estratosféricamente grande grupo dos Cancioneiros, agora conta com somente 9 integrantes, sendo eles:

- Ana Charão (Prof. Literatura)

- Antonio Vasques (vestibulando de artes visuais)

- Carolina Leal (vestibulanda de fisioterapia)

- Guilherme Teixeira (estudante de Letras - PUCRS)

- Karine Tomasel (estudande do 3º ano do ensino médio)

- Lúcio Gastal (vestibulando de biologia)

- Nicolas Pacheco (estudande de fisioterapia - IPA)

- Thiago Lacerda (vestibulando de jornalismo)

- Vinicius Vurdel (vestibulando de música)

*O “status” dos Cancioneiros Vinicius Vurdel e Carolina Leal serão atualizados posteriormente.

Depois de apresentar na Rádio da UFRGS, TV Unisinos e até 54ª Feira do Livro de Porto Alegre, o grupo pretened expandir suas fronteiras e profissionalisar seus trabalhos. As primeiras apresentações do ano serão da 27 de abril, no colégio Dom Bosco, em Porto Alegre. Os Cancioneiros falarão aos alunos da 8ª série sobre o livro O Rapaz que não era de Liverpool, do porto-alegrense Caio Riter.

Thiago Lacerda

Cancioneiros, Nando Reis e Os Infernais…

25 de março de 2009

Como grandes apreciadores da cultura musical brasileira, os Cancioneiros novamente se misturam ao público em um show, agora na capital, justamente em homenagem aos seus 237 anos. No anfiteatro Pôr-do-Sol, Nicolas, Teixeira e Thiago curtiram o show de abertura da banda Tenente Cascavel (formada por ex-integrantes das bandas gaúchas TNT e Cascavelettes) e o show de Nando Reis e Os Infernais (com participação de Ana Cañas), na turnê Luau MTV… Obviamente, a Cancionada não estava sozinha, e foi entre amigos que puderam presenciar o show desde o meio da tarde, ver o pôr-do-sol ao som de músicas como All Star, Não vou me adaptar e Relicário, até sair, ao cair da noite.

Apesar de estar à paisana, nosso trio de Cancioneiros pôde tirar algumas fotos para a posteridade…

Um grande agradecimento à Camilinha, Mãozinha, Elisa, Bruna, Diego, Dani, Anny, Giovane, Vicky, Guilherme, Jú e Amanda por curtirem o show ao nosso lado! Parceirões!! Abraços e beijos!!!

Thiago Lacerda

Quem não gosta de Planeta Atlântida, bom sujeito não é…

13 de fevereiro de 2009

A praia de Atlântida abriga, anualmente, o maior evento multi-atração do estado, atraindo milhares de crianças, jovens, adultos e até idosos todos os verões. No verão de 2009 não foi diferente, e de acordo com os dados da RBS, cerca de 100 mil pessoas passaram pelo Planeta Atlântida, dividindo sua atenção entre os Palcos Central, Voador, Beco, E-planet e Dance Floor (camarotes), além de inúmeras tendas espalhadas por toda a SABA. As opções eram tantas, que o público poderia escolher entre cerca de 60 artistas durante os dois dias de evento.

Para cobrir esse fim de semana movimentado no litoral norte, e obviamente, aproveitar muito, os Cancioneiros Nicolas e Thiago foram ao Planeta, e movimentaram o lugar… Na sexta-feira, a dupla tirou algumas fotos, e pulou no meio da multidão desde a chegada da Comunidade Ninjutsu, no primeiro show, até a saída de Exaltasamba, finalizando as atrações do dia 6 no palco central. O segundo show, com os gaúchos da Fresno, levou o público ao delírio antes de o sol se pôr, ao chamar Neto Fagundes ao palco, quando o Planeta Atlântida cantou, em uma só voz e coração, “Canto Alegrentese”, e em seguida, partindo do próprio público, o Hino do Rio Grande do Sul.

A sexta-feira se foi, e o sábado veio, e logo nos primeiros minutos, a dupla de festeiros encontrou ninguém mais, ninguém menos, que Porã, apresentador da Rádio Atlântida e do Pretinho Básico, e após uma rápida aparição na TV e uma foto, seguiram rumo ao palco principal. Muitas fotos depois, aparece-lhes à frente mais um integrante do PB, Cagê, que após ser perseguido pelos Cancioneiros, viu-os e com eles tirou mais uma foto. A fotografia com Shirley Paravisi, da RBS TV, veio logo em seguida, ao lado da tenda da Rádio Atlântida. Infelizmente, por problemas de doença, Thiago teve de sair mais cedo do evento, deixando Nicolas sozinho (somente ele, e outros milhares de pessoas… Totalmente solitário…). As informações sobre o resto da festa se perderam, junto com as memórias do Cancioneiro, que pôde aproveitar bem a festa.

Informações de que a Cancioneira Carol esteve à paisana na festa também foi obtida por Thiago, mas o trabalho (folia) não permitiu que tal encontro fosse muito longo.

Agora, é se preparar para o Atlântida Festival, e curtir o verão até o fim… E é isso que os dois correspondentes do litoral, Thiago, em Capão da Canoa, e Nicolas, em Torres, vão fazer. E, infelizmente para os fãs, a localização dos demais Cancioneiros não poderá ser revelada… Mas procurando se acha!

fotos:

Foto com Cagê, da Rádio Atlântida, na noite de sábado.

http://img509.imageshack.us/img509/1237/1000711cu7.jpg

Foto com Shirlei Paravisi, da RBS TV, na noite de sábado.

http://img15.imageshack.us/img15/6682/1000714uh1.jpg

Cancioneiros ao lado do palco central, na tarde de sexta-feira.

http://img14.imageshack.us/img14/2982/atgaaaah7z29ds86trumpi4fd0.jpg

Foto com Porã, da Rádio Atlântida, na tarde de sábado.

http://img301.imageshack.us/img301/373/atgaaabtmfhqxju5lnyv7mtsp3.jpg

Thiago Lacerda

PS: Por causa de problemas com o gerenciamento de imagens do blog, não foi possivel adicionar imagens à postagem, mas para poder ilustrar essa “aventura” dos Cancioneiros, estão dispostos acima o endereço das imagens na interner (copie cada endereço separadamente, e cole na barra de endereços de seu navegador de internet).

T&T, por T&T

31 de janeiro de 2009

O Seu Pedro se prepara para despedir-se dos Sbørnianos que viraram febre entre os porto-alegrenses. O espetáculo Tangos & Tragédias se despede de mais uma temporada de verão na capital dos gaúchos, que há 25 anos tem o prazer de receber as visitas ilustres dos embaixadores da Sbørnia, Kraunus Sang e Maestro Pletskaya. Entusiasmados, os cancioneiros Teixeira e Thiago (T&T… será coincidência?) foram conferir e prestigiar a dupla, e com Desgrazia ma non troppo o show “aleronte come… aleronte começou!”.

De acordo com a própria dupla, o show sobrevive por causa da “memória ‘côrta’” do público, e como todos estamos acostumados a ver, Kraunus e Pletskaya apresentaram O Ébrio, A Trágica paixão de Marcelo por Roberta, Romance de uma caveira, A verdadeira maionese e O drama de Angélica. A tristeza tomou conta dos espectadores ao aviso do fim, mas após um coro de “Ah’s”, “Uh’s”, “Blé’s” e demais sons onomatopaicos, a alegria voltou aos seus rostos graças ao estranho pacto entre a dupla e o público: “Nós saímos do palco tocando, e vocês pedem bis!”

O bis talvez tenha durado mais que o show, mas nunca saberemos, pois dentro do Theatro São Pedro o tempo não pode ser medido ou controlado, e a imaginação toma forma e parece acompanhar os dois, tanto no deslizar do arco do violino, como no dedilhar do acordeon. Enquanto os ponteiros do relógio paravam e giravam loucamente, os maestros da imaginação continuavam seu espetáculo fascinante que, ao fim de tudo, foi levado até a Praça da Matriz, como uma imensa prossição em homenagem a criatividade humana. Entre as estátuas, a magia começa nos libertar, e após flashes e autógrafos, o centro de Porto Alegre começa a tomar sua aparência natural, e pouco a pouco vai percebendo que a magia se finda, se despede, temporariamente, é verdade, mas deixando um vazio…

Um obrigado especial aos fabulosos Nico Nicolaiewsky e Hique Gomes por fazerem tudo isso existir, e por sua simpatia e apresso para com os fãs. E também ao Zaffari, pois, já disse Kraunus Sang “Quando o mundo estiver acabando, eu quero estar dentro do Zaffari”.



Guilherme Teixeira e Thiago Lacerda

E a hipocrisia existe até em “sociedades filantrópicas”…

18 de janeiro de 2009

O grupo chamado Cancioneiros Literários nasceu nos corredores do famigerado Instituto Vicente Pallotti, colégio privado da Zona Norte de Porto Alegre. Como integrantes de um movimento literário incomum que nasceu no âmago de um mal projetado sistema escolar, os cancioneiros deveriam se orgulhar de sua origem e sentir honra do colégio que lhes proporcionou espaço durante algum tempo. Mas a história não aconteceu bem assim…
Na verdade, a diretoria do colégio sempre teve certa aversão ao grupo (assim como parece ter aversão a qualquer forma de pensamento fora dos padrões ou que possa trazer inovação ao nosso tão querido colégio pré-histórico). Desde a criação do grupo, os diretores da escola impunham barreiras ao grupo, que se manteve durante meses com apresentações apenas nos períodos da professora Ana Charão, ainda assim, com dificuldades em relação a espaço de espera antes das apresentações e entrada de instrumentos no prédio.
Sempre foi preferida a hipocrisia e o menor esforço ao apoio institucional e incentivo ao pensamento na sociedade, e no lixo cultural do Pallotti não era diferente, pelo contrário, a situação parecia estar mais agravada. Mais dificuldades eram impostas aos Cancioneiros e estes sempre ultrapassavam-nas sem pestanejar, até que problemas pessoais dentro do grupo foram levados até o grupo diretivo do colégio, que aproveitando a situação, tratou de estancar por ali o fluxo pensador que começava a se espalhar pelas salas de aula e tomar a mente dos alunos. Foi dito que o grupo não apresentaria mais ali e nem em lugar nenhum…
Contrariando a “previsão” dos hipócritas de plantão do Vicente Pallotti, o grupo correu atrás, e em pouco tempo já se apresentava em instituições como Rádio da UFRGS, Colégios Mãe de Deus e Farroupilha e TV Unisinos. Por incrível que pareça, a hipocrisia alheia abriu as portas para os Cancioneiros Literários, que curiosamente, se esforçam para tirar a semente hipócrita da cabeça de pequenos leitores e que, como sempre se diz, são o futuro do mundo.

Dedico esse texto como forma de agradecimento a todos os Cancioneiros que se mantiveram até aqui, e aos que não se mantiveram, e também a todos que apoiaram o grupo.

Thiago Lacerda

Posts mais antigos »

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://cancioneiros.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.